O começo de uma trajetória ☮


Trago hoje o primeiro post deste cantinho que já estava nos meus planos e sonhos há um bom tempo. A Materialização do Vegano Recifense ocorreu de fato no dia 02 de Fevereiro de 2016 em um fim de tarde de muita pesquisa. Na ocasião eu estava pesquisando sobre empresas de limpeza totalmente veganas para ampliar minhas opções e depois de muitas anotações me veio a ideia de criar um novo blog para dar exclusividade a este tema: o veganismo e todas as suas formas abrangentes possíveis. Hoje está oficialmente ao ar. 03.04.2016.

Eu já tinha há meses o também recente blog Viajante das Letras, onde posto todos os dias sobre os mais diversos assuntos que regem a minha vida, mas vi de primeira que o Veganismo iria precisar de bem mais espaço do que uma simples categoria em meio a tantos assuntos de também grande importância. O menu do Viajante das Letras já estava completo e não sobrou muita coisa para o Veganismo, que como este blog já mostrou no menu superior, abrange muitas áreas específicas. 

Eu já vinha pensando em alimentar uma categoria no outro blog sobre o veganismo, mas também não tive coragem de escrever, pois sempre queria algo a mais. Foi então que comecei a analisar a ideia de outro cantinho somente para escrever sobre alimentação vegana e tudo relacionado. Escrever com muito mais domínio, organização e desenvoltura também. Com certa regularidade, mas não com a ousadia de escrever todos os dias como já faço no Viajante das Letras

Decidi me tornar vegano pelo clichê de "animais, saúde/pessoas/eu e meio ambiente". Foi a definição simples que me pegou de jeito. Há tempos eu já vinha com um incômodo na alma em saber que estava perpetuando e compactuando com o sofrimento animal e humano e me conformando com a falta de informação de minha parte. 

Eu já pesquisava há algum tempo sobre o vegetarianismo e achava que ser vegano era impossível. Via sempre a dificuldade ao invés dos inúmeros benefícios e isto sempre quebrava minhas tentativas. Passei uns quatro meses sem consumir carnes, mas os substituía erroneamente (e este erro é muito comum), pelos laticínios e ovos. Mal sabia eu que estava colaborando com o sofrimento dos animais de maneira imensurável. Mas eu atribuo isso a muita falta de conhecimento da minha parte, errei sem saber mesmo.

Caso vocês queiram saber mais e mais detalhado o meu depoimento de como me tornei vegano e toda a minha história com o vegetarianismo e o veganismo, leiam mais aqui. Ah, e caso queiram saber mais sobre o blog e a criação do mesmo, clique aqui

Aqui escreverei sobre curiosidades veganas, receitas veganas, alimentação de maneira geral (crudivoraz, frutífera, etc.), eventos veganos, mídias sobre o veganismo e afins (documentários, filmes, palestras, livros, etc.), perguntas e respostas mais comuns e incomuns sobre o veganismo, entre inúmeros ramos desta grande árvore. Garanto: tem muita coisa para se falar e se informar, preparem-se. Muita informação.

Aqui terão posts de segunda, terça, quinta, sábado e domingo. A quarta e sexta-feira são livres, podendo ter ou não, novos posts. Muita informação e peço a compreensão de vocês, novos leitores. Caso eu erre em algo, algum dado, alguma coisa, vamos conversando e vamos nos entendendo. Corrigindo nossos erros, pois 1) todos erram 2) todos estamos em constante aprendizado e evolução e não menos importante 3) o respeito deve prevalecer sempre que possível.  

Por último, confesso que estou bem animado com este novo cantinho, e que darei meu tudo para fazê-lo funcionar. Costumo sempre dar o meu melhor em tudo o que faço e por uma causa tão nobre não poderia ser diferente. Venha para o lado vegano da força! Sejam bem-vindos (inclusive eu). 


Créditos da imagem: Cupcake.

Ewerton Lenildo

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário